Logo oficial do site versão móvel

Curvatura do pênis e síndrome de Peyronie

Esta página descreve nossos exercícios para corrigir a curvatura do pênis.

  • Exercícios especiais para corrigir a curvatura do pênis.
  • A melhor maneira de prevenir a doença de Peyronie.
  • Nossos exercícios ajudan a corrigir a maior parte das curvaturas.
  • A curvatura do pênis no têm só um impacto estético.
  • Atenção: Este site está orientado ao desenvolvimento pessoal e não deve ser confundido com uma terapia médica. O programa de treinamento que apresentamos não tem nenhuma relação com a medicina. O método não está reconhecido pelos médicos e, por outro lado, nenhum método de agrandamento do pênis o está, exceto a cirurgia. Desconfie dos sites que pretendem o contrário. Para saber mais sobre o tema, pulse aqui. As informações serão abertas numa nova janela do navegador.

    Corregir a curvatura do pênis com exercícios naturais

    Temos soluções para corrigir a curvatura do pênis e enfrentamos o problema de diferentes formas: pelos exercícios tradicionais, pelos exercícios totalmente dedicados à curvatura e pelos produtos naturais. As técnicas que nosso programa compreende são completas e foram concebidas para resolver um monte de problemas, entre os quais, a curvatura do pênis.

    Nosso programa — e nossos clientes o sabem — está basicamente dividido em varias partes lógicas. Muitos dos exercícios que pertencem à primeira parte se dedicam a corrigir a curvatura do pênis, já que estas técnicas trabalham diretamente sobre os corpos esponjosos e cavernosos. Por eso los ejercicios de agrandamiento sirven también para corregir la curvatura. Pero tenemos igualmente ejercicios especiales aparte, que se dedican nada más que al problema de la curvatura.

    Claro, existem casos de deformações graves ou crônicas que não podem ser resolvidas com exercícios, por exemplo os caso extremos do transtorno de Peyronie. Em casos como estes, a cirurgia é a única via possível. O objetivo de nossos exercícios é melhorar a forma física do pênis e não substituir a medicina quando esta é a única solução razoável.

    O que é a síndrome de Peyronie?

    A síndrome de Peyronie é caracterizada por uma placa ou proeminência dura que com o tempo pode tornar-se em tecido fibroso ou fibrose. Alguns estudos verificaram que a doença de Peyronie se desenvolve como conseqüência dalgum trauma que causa deslocamento ao interior dos corpos cavernosos do pênis. Não todos os casos de Peyronie são causados por um trauma aparente. Nalguns casos, o transtorno se desenvolve lentamente e a doença é causada sem nenhum antecedente traumático específico.

    Quando a doença é tratada com tempo (por exemplo a um ano de seu início), a placa que a caracteriza não supera a etapa inflamatória inicial. Contudo, quando a doença dura vários anos, a placa se torna tecido fibroso duro onde podem formar-se depósitos de cálcio.

    Quando se manifesta a síndrome de Peyronie, na zona afetada do pênis, o tecido não possui mais a elasticidade normal e o sangue não circula livremente. Como conseqüência disto podem manifestar-se curvaturas de diferentes tipos de gravidade e às vezes dor ou dificultades de ereçao.

    A síndrome de Peyronie foi descoberta pela primeira vez no ano 1743 pelo cirurgião francês do mesmo nome, François de la Peyronie. Foi classificada como ua forma de impotência. E efetivamente, a disfunção erétil é uma das conseqüências possíveis da doença de Peyronie, especialmente a disfunção veno-oclusivo-cavernosa ou fuga venosa.

    Quais são as características da síndrome de Peyronie?

    A placa que causa a doença de Peyronie é benigna e não cancerosa. Aqui apresentamos uma breve lista de sintomas, mas cada indivíduo pode experimentá-los de maneira diferentes. Eis as várias causas e os vários efeitos que se manifestam segundo o lugar onde a placa se forma:

    - Placa na parte inferior do pênis, que é a froma mais comum e provoca uma curvatura para o alto.

    - Placa na parte superior do pênis que provoca uma curvatura para baixo.

    - As curvaturas podem também ser laterais.

    Normalmente, as curvaturas sempre se manifestam na zona oposta aonde se encontra a placa. Na maioria dos casos, as curvaturas são asintomáticas e só influem na estética. Quando estão maiormente desenvolvidas os sintomas mais comuns podem ser ereções dolorosas ou enfraquecidas, às vezes ocasionais. Nos casos mais graves, estos problemas podem ser permanentes.

    Doença de Peyronie e encurtamento do pênis

    Ao início, as curvaturas devidas à doença de Peyronie produzem dor durante a ereção. A segunda etapa do transtorno é uma disfunção de penetração: ela é incômoda demais ou dolorosa para ser satisfatória, aliás, pode resultar dolorosa para o casal também. E finalmente, a doença de Peyronie pode causar problemas de ereção ou levar ao encurtamento do pênis, nas últimas etapas de seu curso se ela não for tratada em tempo.

    Por tanto é oportuno atender o problema quanto antes se manifestar, para assim evitar os riscos de ter relações sexuais incômodas ou dolorosas e sobre tudo, arriscar-se ao encurtamento do pênis.

    Diferenças entre uma curvatura e a síndrome de Peyronie

    Tem curvaturas que são congênitas, isto é, formam parte da conformação natural do pênis. Estas curvaturas existem desde criança e são quase normais. Podem ser tratadas, de facto, são as mais fáceis de tratar, mas elas não constituem um problema outro que estético, não causam dor, não se agravam com o tempo e não encurtam o pênis. E finalmente não causam problemas de ereção ou de penetração. A entidade destas curvaturas é mínima e geralmente não ultrapassam os 30 graus de inclinação.

    Enquanto o transtorno de Peyronie não for um problema de conformação, é uma patologia conhecida que se manifesta logo ou progressivamente a partir dum momento dado na vida. Pode ser incômoda, causar dor e dificuldade de penetração, para além de que pode causar problemas de ereção e de encurtamento do pênis.

    No primeiro caso, o problema apenas tem um impacto estético, mas no segundo caso é uma doença que deve ser tratada desde vários ângulos e procedimentos.

    Os remédios para a doença de Peyronie

    Eis uma lista dos remédios possíveis:

    1. Os exercícios de agrandamento do pênis: estos exercícios podem dar uma contribuição válida à correção da curvatura.
    2. Os exercícios específicos para corrigir a curvatura do pênis: estos exercícios são especializados e sempre deveriam ser combinados com os exercícios de agrandamento do pênis, se você tem um problema de curvatura.
    3. Fornecimento de própole: entre os remédios naturais contra o transtorno de Peyronie está o própole, que é talvez o melhor agente natural para neutralizar as várias fibroses que causam o problema. O própole é um produto da colméia, como o mel e a geléia real, preparado pelas abelhas. Elas o utilizam para defender a colméia dos germes. Além de proteger os ovos depositados pela abelha rainha, o própole tem a tarefa de “isolar” os restos de animais que eventualmente penetraram a colméia,impedindo sua putrefação. Um estudo recente mostra que o própole — que geralmente se usa na medicina para eliminar vários parasitas presentes no organismo — te uma ação benéfica também contra a doença de Peyronie. Em nosso guia sobre a alimentação e afordisíacos se falará do própole com mais detalhe, sobretudo no que se refere a sua ação antipeyroniana.
    4. Prescrição de métodos paliativos contínuos.
    5. Cirurgia: tome cuidado, uma intervenção descuidada poderia reduzir as dimensões de seu pênis, potanto há que proceder sob estrito controle e com um médico de confiança.
    6. Vitamina E: alguns estudos breves demonstraram uma melhoria com o fornecimento oral de vitamina E sob receita médica. Contudo, atualmente não há estudos extensos controlados que tenham sido completados para estabelecer a eficácia deste tratamento.
    7. Injeção de vários agentes químicos nas placas: este remédio foi aplicado sobre um número restrito de pacientes e portanto não é considerado suficientemente provado. Poderiam produzir-se efeitos secundários indesejados.
    8. Radioterapia: Com este tratamento se aplica uma radiação na placa para diminuir a dor, mas a placa em si não fica afetada. Então, este remédio é temporário eserve apenas para aliviar a dor devido a ereções curvadas. Prolongar a radioterapia no tempo poderia produzir efeitos secundários que piorariam o transtorno.

    Então, quais são os melhores remédios?

    Se você sofre de curvatura,eis o que poderia fazer:

    1. Antes de nada começar sempre com remédios naturais. Ou seja, poderia combinar nossos exercícios com um tratamento a base de própole. Aconselhamos a nossos membros de consultarem o guia Alimetação e afrodisíacos que temos no programa para terem maiores detalhes.
    2. Se estes métodos não funcionam o suficiente, consulte um édico e eventualmente recorra à cirurgia apenas como última possibilidade — pondo muita atenção de que a intervenção seja feita por um médico de confiança.

    Se seu estado de curvatura é muito avançado, aconselhamos fortemente que consulte um médico. Em geral nosso programa não é recomendado para curvaturas superiores aos 30 graus.

    Também em tema de curvaturas, este programa deve ser considerado como um esporte e não como uma terapia. Apesar de que não se trata dum esporte, pode considerar-se "esportivo" porque compartilha as finalidades dum esporte: melhorar sua forma física.

    Conclusão: se tem um simples problema de curvatura, nosso programa é perfeito para você. Se seu problema é mais grave, é melhor que consulte um profissional da saúde.



    [Fechar]

    Este site é reativo. Que quer dizer? Tente redimensionar a janela e verá. A disposição da página e sua arquitetura mudarão segundo as dimensões da vista. Em outros termos, tanto faz se você está utilizando um computador de grande tela, um iPhone ou até um Nokia N70. ¡Este site se verá bem sem importar o tamanho da tela!

    Hoje em dia um número sempre maior de usuários navega em internet utilizando dispositivos móveis. Não só os sites têm que adaptar-se a qualquer tela, mas têm também que ser ligeiros, dado que o uso de alguns dispositivos comporta conexões lentas ou de pagamento segundo o tráfico enviado e recebido. ¡Tudo o que era velho é novo outra vez! ¡Adeus os sites Flash (que nem se podem ver nos Mac ou nos iPhones) e layout com imagens!

    Por tanto, tem sido imprescindível sacrificar a comodidade dos usuários mais conservadores às novas exigências de hoje (basta pensar nos que ainda utilizam velhas versões de Internet Explorer e que são cada dia menos). Tem nascido o conceito de tecnologia líquida. Este site não é como muitos outros que têm uma versão PC e uma versão móvel. Este site só tem uma versão, mas se adapta a qualquer equipamento.

    Estamos orgulhosos de anunciar que já o nosso site também tem sido um dos primeiros em ficar prontos para a web 3.0 e vai à linha com o porvir, sendo universalmente compatível. Esperemos que o público goste dele também.


    [Fechar]