Logo oficial do site versão móvel

Aumentar o volume das ejaculações

O própole, além de ser um amparo formidável contra o catarro, tambiém elimina no tempo as fibroses responsáveis da curvatura do pênis.

Própole, o remédio natural a curvatura do pênis

O própole um afrodisiaco natural.

Contrariamente a outros produtos naturais vistos até agora, o própole não é um produto afrodisíaco e contudo, é de grande utilidade para o aparelho sexual masculino. Efetivamente, recentes estudos realizados em Cuba demonstraram que o própole corrige em grande parte a curvatura do pênis eliminando as fibroses que são causas dela e do trastorno de Peyronie.

O que é o própole?

O própole é um produto da colméia, ao igual que o mel, e da geléia real, preparada pelas abelhas operárias. As abelhas utilizam o própole para defender a colméia dos germes. Além de proteger os ovos da rainha, o própole tem a tarefa de "isolar", impedindo a putrefação, os restos de animais eventualmente penetrados na colméia. Do grego Pro polis, o nome significa "em defesa da cidade", a cidade das abelhas, defesa às agressões externas de bactérias, vírus e fungos.

Parece que já há 40 mil anos o homem primitivo, tenha descoberto o efeito benéfico do própole sobrer as picadas das abelhas, recebidas após ter tentado experimentar o mel. É certamente difícil separar a realidade da lenda, mas é uma realidade documentada o uso do própole há 6 mil anos na sociedade egípcia. Algumas representações mostram o uso do própole para o embalsamamento dos faraós. Parece, também, que os médicos egípcios fizeram um amplo uso do própole para curar doenças da pele e do aparelho respiratório.

Contudo, as propriedade benéficas do própole eram conhecidas também em outras civilizações do mundo antigo. Tanto Aristóteles quanto Plínio exaltavam suas características saudáveis em seus escritos. Entre os romanos, o própole era utilizado como remédio desinfectante, e até Galeno, médico famoso da antiguidade, dedicou espaço em seus tratados. Em épocas recentes, sobretudo na Alemanha e na Rússia, eram produzidos remédios a base de própole, fundamentalmente para uso local, como desinfectantes de feridas e doenças da pele. Mas há poucas décadas que no Ocidente começou a aparecer os primeiros estudos profundos sobre esta substância. Estes estudos nos permitiram descobrir numerosas potencialidades ainda não conhecidas.

O própole basto, tal como é produzido pelas abelhas, é apresentado como um material resinoso e ceroso, de cor castanha. Tem um cheiro característico que, experimentado uma vez, você será depois capaz de reconhecerlo entre mil! Entre as 180 substâncias (identificadas) que constituem o própole, a parte mais ativa está constituída por substâncias chamadas flavonóides que cabem a aproximadamente 10% da composição total.

Os flavonóides são substâncias muito importantes, porque são responsáveis dos efeitos benéficos e sobretudo antiinflamatórios do própole. Efetivamente, estes bloqueiam algumas das substâncias envolvidas nos processos inflamatórios do organismo.

Assim, o própole é antes de tudo um antiinflamatório, antibacteriano e antiviral. Utilizado normalmente para eliminar os parásitos do organismo, sobretudo a giardia lamblia(1).

Nanda novo até agora, mas o melhor deve ainda vir. Continue lendo.

O própole e a curvatura do pênis

Uma das propriedades do própole que tinha ficado desconhecida até uns anos atrás é sua eficácia no tratamento da curvatura do pênis. E o desenvolvimento de pesquisas dirigidas a demonstrar esta eficácia parece dar boas esperanças aos efeitos deste transtorno cujas origens são ainda controversas.

A capacidade terapéutica desta substância elaborada pelas abelhas sobre o "transtorno do pênis curvo" foi descoberta em Cuba na década de 1990s por acaso durante o tratamento de giardiasis(2) num paciente que ao mesmo tempo sofria (sem que o médico o soubesse ainda) duma preocupante curvatura do pênis. Depois do tratamento a base de própole indicado contra o parásito, o paciente revelou ao médico ter percebido uma importante diminuição de sua curvatura — explica o doutor Manuel Lemourt, , que desde este momento desenvolveu vários estudos que chegarão ao seu doctorato (3) sobre o tema. "Como urólogos", — explica Lemourt — "decidimos estender o tratamento com própole três meses a mais do previsto". Os resultados foram significativos, houve uma redução de 70% da curvatura e de seu ângulo.

Segundo a opinião do doutor Lemourt, este primeiro resultado constituiu um grande incentivo para começas estudos profundos. Como especialista, a síndrome de Peyronie era para ele um dos casos mais difíceis de tratar. A ciência oficial não dispunha dum tratamento específico para resolver o problema, apesar da aplicação de paliativos como a injeção de interferon na camada fibrosa responsável da deformação ou a cirurgia. Ao terminar os estudos, a eficácia do tratamento a base de própole foi confirmada.

Um resultado permanente: a diminuição da curvatura

O primeiro grupo que participou do estudo estava constituído por 25 pacientes, mas, considerando a disciplina necessária para a correta ingestão das cápsulas, apenas 13 terminaram o tratamento. "Houve uma redução da camada de 0,4cm, associada ao melhoramento clínico da curvatura, um fato que para mim foi uma novidade sem precedentes", afirma Lemourt.

Estes resultados confirmavam — na opinião do especialista — o que tinha acontecido com aquele primeiro paciente. Jamais até então aqueles afetados pela síndrome de Peyronie tinham percebido diminuições tão rápidas e drásticas da deformação. Mas não é tudo, não só diminuia a curvatura, mas também os resultados eram permanentes.

No curso duma segunda busca, o especialista organizou dois grupos de pacientes: um recebeu própole como trtamento e outro placebo. Isto foi um estudo com trapaça: nem o médico nem os pacientes sabiam qual das duas substâncias tinha recebido cada um, o único que sabia isso era o responsável do laboratório encarregado da entrega das cápsulas. Como explica o doutor Lemourt, o grupo que recebeu própole teve uma diminuição da camada de 1,65cm em média, enquanto não houve nenhum melhoramento nos pacientes que se trataram com placebo. A estes lhes foi indicado o produto ao final dos estudos e começaram a ter também melhoras. E — conclui o doutor Lemourt — "muitos são os pacientes que receberam esta terapia, já que o tratamento se integrou já de forma estável em nosso centro de urologia, onde os afetados chegam com grandes transtornos depressivos. Contudo, explicamos sempre que o trtamento a base de própole se encontra ainda numa etapa altamente experimental".

Além de outras coisas que foram experimentadas com o uso do própole para curar o transtorno de Peyronie, há que assinalar que o melhoramento que é obtido com o tratamento não tem nenhuma relação com o grau de desenvolvimento da doença. Foi indicado própole durante qualquer etapa do transtorno e sempre deu bons resultados. E mais, a diminuição da camada se mostrou mais evidente nos casos mais graves que nos menos avançados. Talvez isso tem a er com as mudanças que se produzem em nível local, mas não há ainda explicações exatas, porque a etiologia do transtorno de Peyronie é ainda incerta, assim com existem muitas teorias divergentes sobre as causas. Segundo o doutor Lemourt, estes resultados podem ter relações com os efeitos imunoestabilizadores induzidos por parte desta substância natural. Uma das causas que são atribuídas ao aparecimento do transtorno é a desetabilização imunlógica do paciente, localizada no pênis. "Ainda que esta hipótese requeira estudos mais profundos", — continua Lemourt — "creio que com o restabelecimento dosistema imunitário, estas mudanças que se produziram começam a retroceder".

E Lemourt conclui: "Estamos desenvolvendo estudos ulteriores, particularmente relativos à comparação e à combinação de três tratamentos possíveis: o emprego de láser, o fornecimento do própole sozinho e a combinação de láser com própole".

Como tomar o própole

Se é tomado em forma de hidroalcoólico (gotas) seria bom controlar se na etiqueta aparece a indicação: tit min 30mg/ml em flavonóides totais expresso em galangina. Com esta concentração é suficiente a dose de 25-30 gotas 2 vezes por ia, em jejum. Se é escolhido o extrato sevco, é suficiente eleger um que tenha uma titulação mínima de 8% em flavonóides totais expressos em galangina. Com produtos que tenham esta concentração devem ser tomados no mínimo 300mg de extrato seco diário. Se é tomado o produto que tenha 5% de princípio ativo, as doses aconselhadas são 20 gotas três vezes por dia, sempre em jejum. Em geral deveos nos referir sempre à instrução que acompanha o produto — quando presente — ou ao médico antes de estabelecer a dose ideal.

O própole é tomado pelo menos durante 15 dias, ams para ter resultados realmente satisfatórios há que continuar tomando-o apor três meses, às vezes até seis. Aqui também a última palavra é a do médico ou a do fabricante do produto.

Contra-indicações

Normalmente o própole é bem tolerado. Até com doses muito altas (mais de 15g por kg de peso corporal por mais de 30 dias) não se registraram antes efeitos secundáripos perceptíveis.
De vez em quando podem manifestar-se leves episódios cutáneos. Talvez podem aparecer transtornos gástrios: diarréia, dores abdominais e meteorismo.
No caso em que se apresentem estes efeitos secundários é suficiente interromper o trtamento para que retrocedam rapidamente.

Disponibilidade

O própole está disponível na na loja de ervas ou pode ser comprado também pela internet.

==============================
(1) Giardia lamblia: (biol.) Gênero de protozooários flagelados, parásitos no intestino de muitos vertebrados, incluindo o homem. / Giardia Lamblia é causa de giardíase. {voltar ao topo}
(2) Giardíase: (biol.)(med.) Doença parasitária do trecho superior do intestino tenue, que no homem é causada pelo protozoo Giardia Lamblia e que se caracteriza por diarréia, esteatorréia e lesões intestinais. {voltar ao topo}
(3) Mais detalhes so os estudos de Lemourt estão nesta página. {voltar ao topo}


[Fechar]

Este site é reativo. Que quer dizer? Tente redimensionar a janela e verá. A disposição da página e sua arquitetura mudarão segundo as dimensões da vista. Em outros termos, tanto faz se você está utilizando um computador de grande tela, um iPhone ou até um Nokia N70. ¡Este site se verá bem sem importar o tamanho da tela!

Hoje em dia um número sempre maior de usuários navega em internet utilizando dispositivos móveis. Não só os sites têm que adaptar-se a qualquer tela, mas têm também que ser ligeiros, dado que o uso de alguns dispositivos comporta conexões lentas ou de pagamento segundo o tráfico enviado e recebido. ¡Tudo o que era velho é novo outra vez! ¡Adeus os sites Flash (que nem se podem ver nos Mac ou nos iPhones) e layout com imagens!

Por tanto, tem sido imprescindível sacrificar a comodidade dos usuários mais conservadores às novas exigências de hoje (basta pensar nos que ainda utilizam velhas versões de Internet Explorer e que são cada dia menos). Tem nascido o conceito de tecnologia líquida. Este site não é como muitos outros que têm uma versão PC e uma versão móvel. Este site só tem uma versão, mas se adapta a qualquer equipamento.

Estamos orgulhosos de anunciar que já o nosso site também tem sido um dos primeiros em ficar prontos para a web 3.0 e vai à linha com o porvir, sendo universalmente compatível. Esperemos que o público goste dele também.


[Fechar]