Logo oficial do site versão móvel

A Vitamina E

A vitamina E melhora a função erétil em longo prazo, melhora a fertilidade e contribui em prevenir e, eventualmente, em sarar as varicosidades.

Apresentação geral da vitamina E

¿Quem não conhece a vitamina E? Bem que esta vitamina se associe normalmente com os tratamentos anti-velhice, especialmente relacionados com o cuidado da pele, em realidade desempenha vários outros importantes papéis na saúde e na sexualidade. Os médicos a receitam como um dos tratamentos contra a infertilidade e nos casos de falta de libido, mas a vitamina E possui um número de outras propriedades e, de fato, junto com a vitamina C, é considerada o senhor dos antioxidantes.

A vitamina E se encontra na natureza em oito formas e delas a mais importante é o alfa-tocoferol. Em geral, se nomeia também tocoferol. Com este termo se indica um grupo de substâncias com ações similares. Tocoferol significa útil à gravidez. A absorção da vitamina E ocorre em nível do intestino delgado, mediante um processo de difusão passiva que requere a ação de ácidos biliares. A ação biológica da vitamina E é devida principalmente às suas propriedades antioxidantes.

Na alimentação normal, os excessos e as carestias de vitamina E não são habituais e seu consumo tende a ser proporcional ao consumo das graxas polisaturadas, ou seja, derivantes dos azeites de peixe, Omega e companhia.

Contrariamente à vitamina C, a vitamina E não é hidrossolúvel, mas lipossolúvel, isto é não se absorve a través da água, mas a través da graxa. Por tanto terá que ser consumida junto com a graxa, qualquer tipo de graxa, ainda se a melhor é o azeite de oliva, que contém mesmo vitamina E.

Há que ter cuidado quando tomamos vitamina E em píloras. Quando nos passamos com a vitamina C não há problemas: ela é eliminada facilmente com a urina e como máxima urinaremos escuro. Não acontece igual mesmo com a vitamina E, a qual se deposita diretamente no fígado e não é tão fácil de eliminar. Por o tanto haveria que conformar-se estrictamente com a dose recomendada pelo mesmo producto ou pelo médico, assim evitará intoxicações ou problemas devidos a hypervitaminose. Nunca ultrapasse a dose aconselhada.

Alimentos que contêm a vitamina E e outras características

  • Germe de trigo
  • Couve vermelha
  • Amêndoas e frutos secos
  • A uva e o extracto de seus grãos
  • Gema do ovo
  • Azeites vegetais germinais (soja, aráquidas, arroz, coco)
  • Pimenta picante
  • Cereais e pães integrais
  • Azeite de oliva
  • Orégão

A vitamina E é destruída por qualquer tipo de fritura, pelos raios ultravioleta, pelo ambiente alcalino (como o bicarbonato de sódio), pelo oxigênio e as sales ferrosas. A cocção, embora se não tanto como fritar, baixa normalmente a biodisponibilidade da vitamina E. Os alimentos que contêm grandes quantidades de vitamina C podem favorecer a absorção de vitamina E (os brócolis e a couve-flor por exemplo, que contêm ambos a vitamina E também). Em píloras se absorve bastante bem, embora houver quem diz que só a metade do composto se assimila, mas em definitiva, é a vitamina melhor absorvida sob forma artificial, junto da vitamina C. E aliás, se você toma uma pílula de vitamina E com uma colher de azeite de oliva, a absorção é assegurada a 100%.

Como temos dito, a vitamina E é altamente antioxidante, graças à enzima carnosima, que limpa todos os radicais livres, productos tóxicos da oxigenação celular, exercendo protecção sobre a membrana de todas as células do organismo, ralentizando assim o envelhecimento e prevendo inúmeras doenças crônicas, como o câncer, o Alzheimer, a catarata, a degeneração muscular devida à idade e assim sucessivamente. Os antioxidantes são uma autêntica âncora de salvação para manter alta a qualidade de vida e sobre tudo para manter-se em forma. A ciência tem demonstrado que é possível tomar uma combinação de vitamina C e E em longo prazo sem nenhum efeito secundário e considerando um amplo espectro de dosagem. Um correcto suplemento destas vitaminas provoca, pelo contrário, benefícios para o corpo em todos os sentidos.

Funções principais da vitamina E

  • Antioxidante: Reage com os radicais livres solúveis em lipídios da membrana celular. Desta forma se mantém a integridade do tecido mesmo das células protegendo-o de qualquer composto tóxico, toxinas e radiações. Os radicais livres são gerados pela desintoxicação do organismo e são por tanto detritos incômodos e perigosos.
  • Sistema imunitário: A vitamina E contribui em manter o sistema imunitário em forma, especialmente durante o estrés oxidativo e nas doenças virais crônicas.
  • Estrés oxidativo: As células do corpo não têm necessidade de todo o oxigênio de que elas dispõem, mas sim apenas duma parte, o resto se torna em radicais livres, o que faz reactivas a maioria das moléculas do organismo. Este fenômeno é conhecido como estrés oxidativo. A vitamina E, eliminando os radicais livres, contribui de maneira significativa em reduzir este estrés.
  • Vista e cataratas: Embora não existirem provas concluintes, acredita-se que a vitamina E, assim como outros antioxidantes, ajudem a prevenir e retrasar a formação de cataratas.
  • Envelhecimento: Os radicais livres são também causa da degeneração da pele e dos músculos, assim como dos vasos sanguíneos. A vitamina E protege o organismo de todos estes efeitos e também das consequências mentais do envelhecimento, como a perda de memória.
  • Sistema nervoso: A vitamina E é essencial na manutenção da integridade e estabilidade das neuronas.
  • Sistema cardiovascular: Melhora a circulação, diagnostica doenças cardiovasculares limitando a oxidação do colesterol LDL, ou seja, o mau.
  • Cicatrização: A vitamina E promove a cicatrização e é importante para a formação de fibras elásticas e colágenas dos tecidos conjuntivos. Este factor não dispõe tampouco de provas científicas concluintes.
  • A preservação de outras vitaminas: A vitamina E protege contra a destruição da vitamina A, selênio, ácidos graxos e vitamina C.
  • Antianêmica: A vitamina E protege contra a anemia.
  • Câncer: Existe certa evidência de que a vitamina E protege contra o câncer, ainda que, mais uma vez, os estudos não têm podido demonstrar até que ponto esta vitamina é eficaz desde a óptica preventiva. Contudo, é evidente que, protegendo a membrana celular dos radicais livres e de outras substâncias tóxicas, isto pode conduzir à prevenção de inúmeras doenças, entre elas o câncer.

Fala-se naturalmente de muitos outros benefícios, mas estes ficam só em nível de hipóteses, enquanto outros apenas são lendas metropolitanas.

A vitamina E como afrodisíaco

  • Aumenta a libido.
  • Melhora a fertilidade.
  • Reduz ou prevê as placas responsáveis da curvatura do pênis.
  • Prevê e eventualmente melhora a varicosidade venosa e é útil no tratamento de problemas de varicoceles.

Recém tem sido descoberto que a vitamina E é essencial para a reprodução. Por tanto, é útil principalmente para combater a infertilidade em ambos os sexos. Fornece-se também nos transtornos da menstruação, vaginite e sintomas da menopausa.

Supõe-se também que a vitamina E favorece as dimensões do pênis, mas não existe nada que o atestar cientificamente. A escassez desta vitamina no corpo se produz só raramente e em casos de problemas de nutrição. Para beneficiar-se de todas as propriedades descritas, precisa-se de doses maiores no corpo no que diz respeito às presentes normalmente en ausência de suplementos, sem jamais ultrapassar os limites descritos.

Ainda que a vitamina E seja recomendada a nível médico, sobretudo no respeitante aos transtornos da fertilidade e alguns dos problemas mencionados, não existem provas científicas que demonstrem em que medida estes benefícios terão lugar. A experiência demonstra que tomar vitamina E como suplemento alimentar em longo prazo é decididamente uma excelente decisão, não só para prevenir doenças, mas também para retrasar o envelhecimento e beneficiar melhoras sexuais que em todos os casos requerem paciência, dado que a maior parte destes benefícios tem efeitos após vários meses de fornecimento, mas chegam.

Doses

A dose estándar de vitamina E é de ao redor de 400 miligramas cada día, por tanto haveria que conformar-se com esta quantidade ou pelo menos com a quantidade aconselhada pelo producto e nunca ultrapassá-la dado que maiores doses poderiam ser daninhas sem levar praticamente a nenhum benefício.

Disponibilidade

Nos alimentos que a contêm ou em todos os comércios de suplementos alimentares.



[Fechar]

Este site é reativo. Que quer dizer? Tente redimensionar a janela e verá. A disposição da página e sua arquitetura mudarão segundo as dimensões da vista. Em outros termos, tanto faz se você está utilizando um computador de grande tela, um iPhone ou até um Nokia N70. ¡Este site se verá bem sem importar o tamanho da tela!

Hoje em dia um número sempre maior de usuários navega em internet utilizando dispositivos móveis. Não só os sites têm que adaptar-se a qualquer tela, mas têm também que ser ligeiros, dado que o uso de alguns dispositivos comporta conexões lentas ou de pagamento segundo o tráfico enviado e recebido. ¡Tudo o que era velho é novo outra vez! ¡Adeus os sites Flash (que nem se podem ver nos Mac ou nos iPhones) e layout com imagens!

Por tanto, tem sido imprescindível sacrificar a comodidade dos usuários mais conservadores às novas exigências de hoje (basta pensar nos que ainda utilizam velhas versões de Internet Explorer e que são cada dia menos). Tem nascido o conceito de tecnologia líquida. Este site não é como muitos outros que têm uma versão PC e uma versão móvel. Este site só tem uma versão, mas se adapta a qualquer equipamento.

Estamos orgulhosos de anunciar que já o nosso site também tem sido um dos primeiros em ficar prontos para a web 3.0 e vai à linha com o porvir, sendo universalmente compatível. Esperemos que o público goste dele também.


[Fechar]